HTTP/1.0 200 OK Cache-Control: private, must-revalidate Content-Type: text/html; charset=UTF-8 Date: Thu, 26 Nov 2020 07:03:14 GMT Expires: -1 Pragma: no-cache 老虎机棋牌游戏下载

Refundar o capitalismo (outra vez)

Revista ihu on-line

天津港事件对涂料行业影响长远 防火涂料成重点

Edição: 546

Leia mais

7) Let Me Play Devil’s Advocate: Looking for a subtle way to critique? Turn the conversation into an exercise where you’re a detached party performing a function: Poking holes in the logic and plan of attack. You use this strategy to stress test ideas without making the process personal.

Edição: 545

Leia mais

巨头都“爱”的粉末涂料未来会往哪些方向发展?

Edição: 544

Leia mais

Mais Lidos

  • “As vacinas podem ajudar, mas é preciso intervir para que a covid-19 não seja seguida pela covid-20, covid-21, etc.”. Entrevista com Rob Wallace

    LER MAIS
  • Fascismo 2.0 em oito lições. Artigo de Boaventura de Sousa Santos

    LER MAIS
  • As chances de uma esquerda plural

    LER MAIS

Newsletter IHU

The prize sold for far more than the gallery's estimate of $50,000 to $100,000. The only other Nobel Peace Prize known to have sold at auction was a 1903 medal that brought nearly $17,000 in 1985.


02 Março 2020

Uma longa década depois de os políticos terem antecipado a ideia, economistas, filósofos e sociólogos buscam suprimir os excessos e abusos do mercado para que ele sobreviva, escreve Joaquín Estefanía, jornalista, em artigo, publicado por El País, 01-03-2020.

Eis o artigo.

Poucos dias depois da falência do Lehman Brothers, o gigantesco banco de investimentos dos EUA, em setembro de 2008, um acovardado presidente francês, o conservador Nicolas Sarkozy, fez célebres declarações que ressoaram em todo o mundo: “A autorregulação para resolver todos os problemas acabou: le laissez-faire c'est fini. Precisamos refundar o capitalismo (...) porque passamos a dois dedos da catástrofe”.

Aquele momento crítico em que tudo parecia possível, incluindo a falência do sistema, foi superado. O setor financeiro, aos trancos e barrancos, emergiu da crise dando braçadas e braçadas na ajuda pública (na forma de dinheiro, endossos, garantias, compras de ativos ruins, liquidez quase infinita a preços muito baixos, etc.), e aqueles verbos conjugados com boa vontade de vez em quando —refundar o capitalismo, reformar o capitalismo, regular o capitalismo, refrear o capitalismo etc— foram esquecidos. Da Grande Recessão se passou a uma época de "estagnação secular" (Larry Summers), que é o que estamos vivendo.

Da primeira, os cidadãos, na maioria, saíram mais pobres, mais desiguais, muito mais precários, menos protegidos e com duas características políticas que explicam em boa parte o que está acontecendo diante de nossos olhos: mais desconfiados (dos Governos, dos partidos, dos Parlamentos, das empresas, dos bancos, das agências de classificação de risco ...) e menos democratas. O resultado foi a explosão de populismos de extrema direita e a decomposição do sistema binário de partidos políticos que saiu da Segunda Guerra Mundial, e uma concepção instrumental (não de princípios) da democracia: apoiarei a democracia enquanto resolver meus problemas; se não, sou indiferente.

Depois desse parêntesis de quase uma década, e quando já começa a existir uma distância temporal suficiente para se analisar os efeitos da Grande Recessão como uma sequência de eventos que levaram a uma gigantesca redistribuição negativa da renda e da riqueza no sentido inverso nos âmbito dos países (o chamado efeito Matthew: “Ao que mais tem, mais será dado, e do que menos tem será tirado para ser dado ao que mais tem”), são os acadêmicos e não os políticos que multiplicam as teorias sobre as características do capitalismo do primeiro quarto do século XXI. E eles protagonizam um grande debate extremo entre si: se o capitalismo está ferido de morte porque não funciona; ou, pelo contrário, se, mais uma vez na história está passando por uma mutação em sua natureza, e essa transformação o levará a ser de novo o sistema político-econômico mais forte e único. Há duas coincidências na maioria dos livros publicados: o capitalismo se espalhou por todos os espaços geográficos do planeta e direções (não há alternativa) e se aninha em qualquer atividade e mercado, incluindo a política.

O capitalismo é agora o único sistema socioeconômico do planeta (antes isso era chamado de imperialismo) e quase não existem vestígios do comunismo como uma possibilidade substitutiva, como ocorria na primeira metade do século XX. A esta característica central se soma o reequilíbrio do poder econômico entre os EUA e a Europa, por um lado, e a Ásia, por outro, por causa do boom experimentado pelos principais países desta última região. O domínio planetário exercido pelo capitalismo foi alcançado por meio de suas diferentes variantes. Alguns autores distinguem entre o capitalismo meritocrático liberal, que vem se desenrolando gradualmente no Ocidente nos últimos 200 anos, e o capitalismo político ou autoritário exemplificado pela China, mas que também existe em outros países asiáticos (Cingapura, Vietnã ...) e alguns da Europa e África (Rússia e os caucasianos, Ásia Central, Etiópia, Argélia, Ruanda ...).

Nos últimos tempos, ganhou popularidade uma tipologia que teve seu momento de glória no Fórum Econômico Mundial, realizado em Davos, em janeiro deste ano. O Manifesto de Davos 2020 basicamente apresenta três tipos de capitalismo: o de acionistas, para o qual o principal objetivo das empresas é a maximização do lucro; o capitalismo de Estado, que confia no setor público para conduzir o rumo da economia; e o stakeholder capitalism, o capitalismo das partes interessadas, no qual as empresas são as administradoras da sociedade e, para isso, têm de cumprir uma série de condições, como pagar um porcentual justo de impostos, tolerância zero com a corrupção, respeito aos direitos humanos em sua cadeia de suprimentos global e defesa da concorrência em igualdade de condições, também quando operam na "economia de plataforma".

Até agora, o capitalismo de acionistas tem sido amplamente hegemônico. Recebeu um apoio teórico bem forte no início dos anos 60, quando o principal ideólogo da Escola de Chicago, o Prêmio Nobel Milton Friedman, escreveu seu livro Capitalismo e Liberdade (Editora: LTC) no qual sentenciou: “A principal responsabilidade das empresas é gerar lucros”. Friedman sacralizou essa regra do jogo por meio de vários artigos que tentavam corrigir algumas veleidades nascidas nos EUA sobre a ampliação dos objetivos empresariais até a chamada "responsabilidade social corporativa". No capitalismo de acionistas, a predominância é do curto prazo e das ações em Bolsa, o que em última instância conduziu à "financeirização" da economia.

Essa filosofia dominante durou praticamente até hoje. Há pouco tempo, a British Academy divulgou um relatório sobre a empresa do século XXI, obra que é fruto da iniciativa coletiva de cerca de trinta cientistas sociais sob a batuta do professor de Oxford Colin Mayer, que fala em “redefinir as empresas do século XXI e construir confiança entre as empresas e a sociedade”. E a norte-americana Business Roundtable, uma associação criada no início dos ano 70 do século passado, na qual estão os principais diretores de 180 grandes empresas de todos os setores, divulgou um comunicado no qual revogava, de fato, o critério solitário de maximização dos lucros na tomada de decisões empresariais, substituindo-o por outro mais inclusivo, que também levasse em consideração o bem-estar de todos os grupos de interesse: “A atenção aos trabalhadores, a seus clientes, aos fornecedores e às comunidades em que estão presentes". Logo, as principais bíblias jornalísticas do capitalismo, Financial Times, The Economist, The Wall Street Journal, começaram a analisar essa mudança que não se deve à benevolência e à compaixão dos executivos das grandes empresas, mas ao medo da demonização do capitalismo atual e das empresas por causa de seus excessos: a financeirização desmedida, a globalização mal administrada, o poder crescente dos mercados, a multiplicação das desigualdades. O capitalismo foi longe demais e não responde a problemas como estes citados ou à emergência climática. Recentemente, uma pesquisa preparada pelo Gallup e publicada na The Economist revelou que quase metade dos jovens norte-americanos prefere algum tipo de "socialismo" ao capitalismo desenfreado. Isso talvez explique o que está acontecendo em torno de Bernie Sanders nas primárias do Partido Democrata.

O capitalismo de hoje é um capitalismo tóxico e está em crise pelo menos desde o início da Grande Recessão em 2007. Em termos de tendência, o capitalismo fomentou um crescimento rápido; em relação à renda per capita, enriqueceu o mundo de modo quase constante (com picos elevados) e a expectativa de vida atual praticamente duplica a de, por exemplo, dois séculos atrás. O psicólogo norte-americano Steven Pinker foi um dos que destacaram essas tendências positivas: “Se você pensava que o mundo estava chegando ao fim, isto te interessa: vivemos mais e a saúde nos acompanha, somos mais livres e, em resumo, mais felizes; e, embora os problemas que enfrentamos sejam enormes, as soluções estão no ideal do Iluminismo: o uso da razão e da ciência ”(O novo Iluminismo: Em defesa da razão, da ciência e do humanismo, Companhia das letras). Fazendo uso de cifras, Pinker mostra que a vida, a saúde, a prosperidade, a segurança, a paz, o conhecimento e a felicidade têm aumentado não apenas no Ocidente, mas em todo o mundo.

Por que muitos cientistas argumentam que o capitalismo não funciona, apesar das descrições de Pinker? Essencialmente, porque as diferentes desigualdades não param de crescer, polarizam as sociedades e põem em risco a qualidade da democracia. Em alguns textos, argumenta-se que o capitalismo existente é realmente incompatível com a democracia: está ampliando o sentimento do cidadão de que a civilização que conhecemos, baseada na democracia e no debate, está ameaçada. O que torna a situação atual particularmente preocupante é que o espaço para esse debate está diminuindo. Parece haver uma "tribalização" das opiniões, e não só sobre a política, mas sobre quais são os principais problemas sociais e o que fazer com eles.

A principal credencial do capitalismo — melhorar ininterruptamente o padrão de vida de todos — está em xeque. Para quem fica pelo caminho, o capitalismo não está funcionando bem. Por exemplo, metade da geração nascida nos anos 80 está claramente pior do que a geração de seus pais quando tinham a mesma idade. A ansiedade, a raiva e o desespero dessas faixas etárias (e a dos que têm mais de 45 anos que estão sem trabalho) estraçalham as lealdades políticas do passado, qualquer que seja seu signo ideológico. A síndrome do declínio pessoal começa com a perda de um emprego satisfatório. A apoteose do capitalismo atual teria por base, em boa medida, a crescente fraqueza do poder da força de trabalho (os assalariados e os sindicatos). Desde antes da Grande Depressão dos anos 30 do século XX, não havia voltado a acontecer, em escala tão grande, que o segmento mais abastado da sociedade retivesse uma parcela maior da renda. Joseph Stiglitz diz, referindo-se aos EUA, mas com validade quase universal, que "evoluímos de maneira resoluta em direção a uma economia e uma democracia do 1%, pelo 1% e para o 1%". É por isso que o Prêmio Nobel de Economia abomina a política de Donald Trump e considera que as políticas públicas ativas que deveriam ser praticadas são a antítese das existentes, uma espécie de mistura contemporânea de Teddy Roosevelt (presidente republicano) e Franklin Delano Roosevelt (presidente democrata).

目前已经被泄露的照片多达10个G。据《北京日报》12月1日报道,著名在线P2P借贷平台"借贷宝"也和此次事件有关。
考试之前,网友通过社交软件,将考试中将要出现的问题和答案截图发布出来。
作为回应,维尔德斯把吕特归为骗子,指责后者未能遵守在2012年选举期间做出的不支持纾困希腊的承诺。
In 2014, the actress Tilda Swinton wore false teeth in four movies: “The Zero Theorem,” “The Grand Budapest Hotel,” “Only Lovers Left Alive” and “Snowpiercer,” a film directed by Bong Joon-ho. In this thriller, Ms. Swinton plays the cruel and calculating Minister Mason, distinguished by a giant pair of glasses and a mouthful of bulky, misshapen choppers.
但随着美国接近实现充分就业,随着通胀向目标水平趋近,“你可以看到收紧政策是有道理的,”他说,“不需要很多就足以改变整个平衡”。
而相对来说,普遍推出的新限购政策,并未让其他许多最近几个月表现突出的城市受到影响,房价同比依然大幅上涨。
The U.S. is set to add nearly 3 million jobs in 2014 — the biggest increase since 1999. The burst in job creation, expected to continue in 2015, is sure to fuel consumer spending. So, too, will a plunge in gasoline prices that's given households extra cash to spare on other goods and services. See: Americans saved $14 billion as gasoline prices declined in 2014.
She created a whole world around the device -- one populated by humans, a whale in a top hat and dragons.
当然这也并不是说,你害怕老板起疑心,就要放弃你在领英上面的简介。但是告诉你,得小心点。其中一点是关掉你的活动广播这样你每一次策略性的行动就不会被所有网民发现,下面教你怎么做,在主页面,光标停在右上角,点击个性设置,在个性设置里面点击活动广播。
精算师的工作是对风险给出一个经济数值。例如,飓风摧毁一幢临海别墅的可能性,或某养老制度的长期负债。CareerCast.com的出版人托尼李(Tony Lee)说,在一个充满各种自然和人为风险的世界,精算行业正蓬勃发展。他还说,精算师人才目前有很大缺口,所以其薪资还在不断上涨。(据美国劳工部统计,2010年精算师的薪资中值为87,650美元。)
201110/156989.shtmlThe Victoria's Secret Fashion Show just taped, and this year's was one of the most elaborate ever.
平板电脑的病毒出现。

Do conjunto de livros analisados se desprende uma ideia com força: um arrazoado contra o capitalismo abusivo de nossos dias, que governa para as elites. Existe o poder de reconstruir os fundamentos do capitalismo, mas não há uma alternativa viável, e aquelas que se tentou colocar em prática tiveram resultado pior e, em alguns casos, muito piores. É preciso fugir do que Paul Krugman chama de "ideias zumbis", as ideias que vão desabando, arrastando os pés e devorando o cérebro das pessoas, apesar de terem sido refutadas pelas evidências. Por exemplo, a ideia insistente (e ideológica) de que tributar os ricos é extremamente destrutivo para a economia como um todo, ou que cortes de impostos das rendas mais altas vão gerar um crescimento econômico miraculoso. Ou a dos que se opõem a que os Governos desempenhem um papel maior na gestão da economia, argumentando que esse papel não só é imoral, mas também contraproducente e até tumoral. E se os dados não endossam sua opinião, eles atacam tanto os dados como aqueles que os apresentam.

Krugman não é otimista porque entende que, em nossos dias, aceitar o que os dados dizem sobre uma questão econômica é considerado, em muitos casos, um ato partidário. Mesmo fazer certas perguntas também é visto como um ato partidário. Ele se apoia no sociólogo David Patrick Moynihan, quando escreveu que "todo mundo tem o direito de ter sua própria opinião, mas não seus próprios fatos".

Ler tanta literatura sobre a saga e a fuga do capitalismo atual nos permite estabelecer uma analogia entre "o fim da história" de Fukuyama, do início dos anos 90, e o "fim do capitalismo" dos anos 20 do século XXI. Essa segurança que viria com a vitória do liberalismo sobre o autoritarismo se tornou uma insegurança global e multiplicação da vulnerabilidade individual. Não se pode separar a economia da política se se pretende avançar no exame preciso das circunstâncias. A economia é importante demais para ser deixada somente para os economistas.

'Capitalism alone – The future of the system that tules the world’ (Capitalismo, nada mais - O futuro do sistema que domina o mundo)
Autor: Branko Milanovic
Editora: Harvard University Press, 2019.
Formato: capa dura (286 páginas), audiobook e ebook.

'Civilized to death: The price of progress' (Civilizados até a morte: O preço do progresso)
Autor: Christopher Ryan.
Editora: Avid Reader Press / Simon & Schuster, 2019.
Formato: capa comum (304 páginas) e e-book.

'Good economics for hard times' (Boa economia para tempos difíceis)
Autores: Abhijit V. Banerjee e Esther Duflo.
Editora: PublicAffairs , 2019.
Formato: Capa dura (432 páginas) e ebook.

'Capital et idéologie' (Capital e Ideologia)
Autor: Thomas Piketty.
Editora: Seuil, 2019.
Formato: capa comum (1.232 páginas).

'People, power and profits: Progressive capitalism for an age of discontent' (Pessoas, poder e lucro: Capitalismo progressista para uma Era de descontentamento)
Autor: Joseph E. Stiglitz.
Editora: W. W. Norton & Company, 2019.
Formato: capa dura (366 páginas), capa comum, e-book e audiobook

'O futuro do capitalismo: Enfrentando as novas inquietações'
Autor: Paul Collier.
Tradutora: Denise Bottmann
Editora: L&PM, 2018.
Formato: capa comum (302 páginas) e ebook.

'Arguing with zumbis: Economics, politics, and the fight for a better future' (Discutindo com zumbis: economia, política e a luta por uma futuro melhor)
Autor: Paul Krugman.
Editora: W. W. Norton & Company, 2020.
Formato: capa dura (464 páginas), audiobook e ebook.

'Excesos' (Excessos)
Autor: Emilio Ontiveros.
Editora: Planeta, 2019.
Formato: capa comum (320 páginas) e ebook.

'Is capitalism working?: A primer for the 21st century (The big idea)'
Autores: Jacob Field E Matthew Taylor.
Editora: Thames and Hudson, 2018
Formato: capa comum (144 páginas).

'Sombras – A desordem financeira na era da globalização'
Autores: Michael Ash e Francisco Louçã.
Editora: Bertrand Editora, 2017.
Formato: capa comum (600 páginas).

'Capitalismo. Crisis y reinvención' (Capitalismo. Crises e Reinvenção)
Autor: Ramón Casilda Béjar.
Editora: Tirant Humanidades, 2019.
Formato: capa dura (532 páginas).

Leia mais

  • 7) I am often in a bad mood 0 1 2 3 4
  • With assets under management of $200bn, according to Nomura Securities, Japan’s ETF market is about $50bn larger than all other Asia-Pacific ETF markets put together. At the end of August, the market value of the BOJ’s ETF holdings was $175bn.
  • Belize's proximity to Mexico and the Caribbean ensures the street-food scene, providing an abundance of budget meal options.
    Take targeted policies to cut excess urban real estate inventory
  • 佛山配套利好 助推楼市
  • Man got to sit and wonder ‘why, why, why?’
  • 昔日影坛风光无限米高梅公司重组计划已获得批准,电影公司将由望远镜娱乐公司( Spyglass Entertainment )掌舵再次出发。而MGM也将不会在作为电影电影发行公司,而仅仅是一个制作公司。这使得第二十三部《007詹姆斯-邦德》电影问世日期更加具体化。
  • 超六成房企年度目标难完成 年终放量不改大势
  • 北京房贷利率仍以上浮10%为主 业内认为未来还有上升空间
  • Every employee wants a pat on the back once in a while, and the best bosses understand the importance of recognizing and appreciating employee contributions. This doesn’t have to mean bonuses or fancy corporate awards, but regular and meaningful expressions of appreciation。
  • 李克强:保证就业就是要多策并举 让重点人群继续保持就业率
  • 融资门槛未变 房企发债融资成本显著降低
  • A virada ética do capitalismo
  • 埃马纽埃尔马克龙(Emmanuel Macron)会得到德国总理安格拉默克尔(Angela Merkel)对欧元区预算的承诺吗?
  • 林怡仲预测道,下半年A股IPO的数量或将维持与上半年相当,预计2016年全年A股IPO为120宗左右,融资规模在600-800亿元人民币左右。
  • Release date: Spring 2015
  • 美盈家居退出居然之家 家居建材业寒冬已至?
  • 10.自拍杆
  • 它还体现在詹巴蒂斯塔·瓦利(Giambattista Valli)最近的秋冬时装秀上,那场时装秀中充满泡泡袖印花长款衬衫和配套裤子,以及低腰直筒女学生连衣裙;还体现在麦丝玛拉(MaxMara)向乔治·巴里斯(George Barris)1962年为玛丽莲·梦露(Marilyn Monroe)拍摄的照片致敬的系列。
  • China's best performances by subject this year come from Tsinghua University, with three top-10 places, and Peking University, with two top-10 places. Tsinghua University finishes eighth in both Architecture/Built Environment and in Engineering (Civil and Structural). Tsinghua comes in 10th place in the world's Materials Science subject rankings.
  • 北京市政府领导班子“一正八副”明确最新分工

Comunicar erro

close

FECHAR

Comunicar erro.

在一份电邮声明中,国际足联表示,在小组赛中,三等票总计售出143364张,相当于每场比赛就卖出了3000张。

Mass entrepreneurship and innovation

##CHILD
picture
ASAV
Fechar

Deixe seu Comentário

profile picture
ASAV